Blog Além da Culinária

Como fazer molho: branco, ao sugo e outros

Como fazer molho: branco, ao sugo e outros

24 de Junho de 2016

Quem está por trás disso:

Tatiana Sousa

Tatiana Sousa

Categoria:

Nutrição no dia-a-dia

0 comentários Comentar

Que os molhos deixam os pratos mais gostosos, isso não é novidade. Perfeitos para acompanhar e completar diversas receitas, são eles quem dão um toque ainda mais especial a massas, carnes e saladas - afinal, ficam muito melhores com o molho certo. Que tal aprender como fazer um molho saboroso em suas mais variadas formas e para diferentes pratos? Confira dicas e novidades que separei para que você arrase na cozinha!

Saiba quais são os diferentes tipos de molhos

Existem diferentes tipos de molho: branco, rosé, bechamel, ao sugo, bolonhesa, madeira, vinagrete, entre outros. Dentro de cada um deles também há variações diversas que podem ser obtidas através da adição de simples ingredientes.

O molho branco, por exemplo, apesar de sempre levar leite, manteiga e farinha de trigo em sua receita básica, pode se transformar em um molho bechamel ou parisiense, conforme os ingredientes que acrescentamos - como creme de leite, noz-moscada, presunto, ervilhas ou mostarda.

Porém, o molho branco não é o único que conta com variações. O molho vermelho também tem diversas versões, podendo ser ao sugo, bolonhesa, rosé, entre outros - e todos preparados com tomates cozidos lentamente.

De forma geral, todas as variedades de molho (e olha que é muita variedade!) podem ser classificadas com base na coloração e no ingrediente principal da receita: molho de base escura, base clara, base ferrugem, molho à base de óleo e à base de manteiga. Versáteis e cheios de sabor, os molhos podem ser usados em diversos ingredientes, como carnes, aves, pescados, legumes secos ou, ainda, quando você quiser variar um pouco o sabor de um ingrediente específico.

Toda essa variedade te deixa em dúvida na hora de combinar molhos e receitas? Então, confira abaixo como harmonizar alguns tipos de molhos:

Molho branco: Um dos molhos básicos e essenciais, é feito com farinha cozida, um líquido (geralmente leite) e alguma gordura (como manteiga). Temperado com sal e especiarias, o molho branco cai bem com peixe, carne e vegetais cozidos, e também serve como base para a preparação de molhos mais elaborados.
Molho bolonhesa: Originário da cidade de Bolonha, na Itália (daí o seu nome), esse molho é caracteristicamente produzido com carne moída, tomates e outros vegetais. É mais utilizado para acompanhar massas.
Molho madeira: Apesar de ser feito, em sua forma mais tradicional, com vinho da Ilha da Madeira (em Portugal), esse molho é originário da Inglaterra. Sua receita é até hoje muito parecida com a original - leva aipo, alho-poró, cenoura, ervas, caldo de carne, farinha, manteiga e, por último, o vinho. O molho madeira é perfeito para acompanhar carne vermelha.

A história dos molhos

Se hoje os molhos são, muitas vezes, a alma de uma receita, trazendo sabor, textura e requinte, lá na sua origem (ainda no período pré-histórico, por volta de 5.000 a.C.) eles eram apenas uma forma de conservar alimentos por mais tempo. Nessa época, chineses e indianos utilizavam infusões de água ou vinhos com ervas para, assim, conservar os peixes e a caça.

Só muito tempo depois, aproximadamente no ano de 500 a.C., que os molhos começaram a ganhar importância de verdade na cozinha: um famoso chef grego, chamado Sicanus Lebdacus, mergulhou carne de carneiro numa mistura de plantas e vinho, assim trazendo sabor e textura para o prato - e, de quebra, eliminando o mau cheiro do assado.

Nascia ali o molho propriamente dito, que, claro, de lá para cá passou por várias mudanças e modernizações, até se tornar o símbolo de sabor e variedade que conhecemos hoje - tanto que existe um profissional gastronômico especializado em preparar molhos, o saucier.

Receitas de molhos

Confira como preparar alguns molhos para massas, carnes e saladas!

Receita de Molho Branco

A versão clássica desse molho é indicada para batatas, panquecas, massas, aves, peixes e verduras. Confira abaixo como preparar molho branco:

Ingredientes:

3 colheres (sopa) de margarina sem sal
6 colheres (sopa) de farinha de trigo
4 xícaras (chá) de leite (800 mL)
2 colheres (chá) de SABOR A MI® sem pimenta

Modo de preparo:

1. Em uma panela média, coloque a margarina e leve ao fogo médio para derreter. Junte a farinha de trigo, com o auxílio de uma peneira, e misture bem, sem deixar dourar.
2. Acrescente o leite, aos poucos, e cozinhe até encorpar. Tempere com o SABOR A MI®, misture e retire do fogo. Regue o macarrão e sirva em seguida.

Quer algumas dicas de receitas com molho branco para colocar o aprendizado em prática? Abaixo, selecionei duas receitas deliciosas com esse molho prático e saboroso:

Capeletti ao Molho Branco l Macarrão ao Molho Branco


Receita de Molho Bolonhesa

O molho bolonhesa é indicado para acompanhar massas, panquecas e lasanhas. Confira abaixo como preparar esse molho:

Ingredientes:

3 colheres (sopa) de manteiga sem sal
1 cebola média picada
500 g de carne bovina moída
1 e meia colher (chá) de sal
1 caixa de polpa de tomate (520 g)
2 sachês de Tempero SAZÓN® Laranja
1 xícara (chá) de água fervente (200 mL)

Modo de preparo:

1. Em uma panela média, coloque a manteiga e leve ao fogo para derreter.
2. Junte a cebola e refogue por 2 minutos, ou até que doure ligeiramente.
3. Acrescente a carne moída, 1 colher (chá) de sal e frite por 8 minutos, ou até que a carne mude completamente de cor.
4. Adicione a polpa de tomate, o Tempero SAZÓN® e o sal restante. Regue com a água e deixe cozinhar em fogo baixo, com a panela semitampada, por 10 minutos, ou até o molho começar a encorpar.

Uma dica para deixar a receita ainda melhor é acrescentar um tomate grande, sem pele, sem sementes e picado ao molho.

Ficou com dúvidas sobre qual prato vai bem com esse molho? Abaixo você confere duas dicas infalíveis de receitas com molho bolonhesa:

Canelone à Bolonhesa l Talharim à Bolonhesa


Receita de Molho Madeira

O sabor do molho madeira combina muito bem com carnes em geral - ele é versátil e delicioso.

Ingredientes:

3 colheres (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de molho inglês
1 colher (chá) de mostarda
4 colheres (sopa) de vinho madeira (50 mL)
4 pitadas de AJI-NO-MOTO®

Modo de preparo:

1. Em uma panela pequena, coloque a manteiga e leve ao fogo alto para derreter.
2. Abaixe o fogo e junte o molho inglês, a mostarda e o vinho madeira, misturando bem, para que a mostarda não forme grumos.
3. Tempere com o AJI-NO-MOTO® e sirva acompanhando a carne de sua preferência.

Agora que você já sabe como prepará-lo, mãos à obra para cozinhar essas duas receitas com molho madeira:

Carne ao Molho Madeira l Iscas ao Molho Madeira


Molho ao Sugo

Um dos mais tradicionais e de origem italiana, o molho ao sugo não leva carne e é feito com uma “passata” de tomates, ou seja, um purê de tomates - é isso, inclusive, que o diferencia do molho al pomodoro, feito com tomates em pedaços. Ele combina principalmente com massas e carnes.

Abaixo eu explico como preparar um tradicional molho ao sugo, ideal para massas em geral:

Ingredientes:

1 lata de extrato de tomate (130 g)
6 tomates médios maduros, sem sementes
meia xícara (chá) de água (100 mL)
1 colher (sopa) de óleo
2 sachês de Tempero SAZÓN® Laranja
meia colher (chá) de sal

Modo de preparo:

1. No copo do liquidificador, coloque o extrato de tomate, o tomate, a água e o óleo, e bata em potência média por 2 minutos, ou até ficar homogêneo.
2. Transfira para uma panela, junte o Tempero SAZÓN® e o sal, e leve ao fogo alto, com a panela semitampada, por 25 minutos, ou até encorpar.

Dicas de receitas com molho ao sugo para você conferir:

Espaguete ao Sugo l Nhoque ao Sugo


Agora você já sabe como fazer molho em suas principais variações e com dicas de receitas infalíveis para deixar toda a família querendo mais. Escolha aquele que melhor combina com o seu prato favorito e bom apetite!

Sugestões para Você:
Sopas para o inverno: receitas para mandar o frio embora
Como fazer feijoada: Tradicional, Light e Vegetariana
Como Fazer Arroz Carreteiro

Ler post

Sopas para o inverno: receitas para mandar o frio embora

Sopas para o inverno: receitas para mandar o frio embora

10 de Junho de 2016

Quem está por trás disso:

Mariana Canela

Mariana Canela

Categoria:

Nutrição no dia-a-dia

0 comentários Comentar


Preparar sopas para o inverno é uma ótima forma de enfrentar a estação mais fria do ano com muita nutrição e, claro, sabor! Quer saber mais sobre esse prato, quais os seus benefícios, os tipos de sopa mais indicados para essa estação, e de quebra conferir algumas dicas de receitas? Tudo isso você encontra nesse post!

Benefícios da sopa no inverno

A primeira vantagem de saborear uma sopa quente no inverno é bem óbvia: espantar o frio! Mas os benefícios desse prato não param por aí. Por ser uma receita que preserva a água utilizada no cozimento das verduras e dos legumes, a sopa mantém os nutrientes, vitaminas e minerais desses ingredientes. Ou seja, apostar em sopas para o frio não só ajuda a esquentar, como também é muito nutritivo.

Outro motivo para preparar sopas durante a estação mais fria do ano é a versatilidade desse prato. Dependendo dos ingredientes, a sopa pode ser servida de forma diferente. Aquelas tipo caldo, que só levam verduras e legumes, são ótimas opções de entrada leve. Quando consumidas dessa forma, ajudam na saciedade - o que é ótimo no inverno, época que é comum bater aquela vontade de comer um pouquinho a mais e preparações mais gordurosas.

Já as sopas mais encorpadas, que podem ser servidas como verdadeiras refeições completas, utilizam mais ingredientes. Uma sopa dessas deve ter proteínas (encontrada em carnes magras, peixes e ovos) e carboidratos (presentes no arroz, batata, mandioca e macarrão) - além dos legumes e verduras.

E aqui já vale uma dica: para deixar sua sopa ainda mais completa e dar um toque de sabor, acrescente um fio de azeite de oliva extravirgem depois do cozimento, preservando o aroma e as gorduras boas do azeite.

Conheça os principais tipos de sopa

Existem vários tipos de sopas e muitas variações de receitas. Elas podem ser quentes, frias, levar apenas legumes ou então diversos ingredientes e temperos. Isso é ótimo, afinal, não faltam opções e ideias de receitas para você preparar um cardápio cheio de sopas para o inverno.

Confira alguns dos principais tipos de sopa:

Caldeirada: É um tipo de sopa cozida mais lentamente, que leva legumes, peixes e/ou frutos do mar. E, curiosamente, em algumas culturas o peixe da caldeirada é substituído por carne de cabrito.
Caldo: Esse tipo de sopa é conhecido por levar legumes variados, grãos, às vezes batata e, em alguns casos, até macarrão - naquelas receitas mais elaboradas.
Bisque: De origem francesa, essa sopa tem como ingredientes principais peixes e crustáceos. Ela tem um sabor mais suave e uma consistência cremosa.
Consomê: Outra sopa francesa, mas essa aqui tem como característica principal o longo período de cozimento. Ele é necessário para que todos os ingredientes da receita sejam completamente dissolvidos.
Creme: é o nome do tipo de sopa mais popular no Brasil; aquela sopa bastante cremosa, que leva diversos ingredientes que são cozidos lentamente e, por fim, batidos no liquidificador.

Como fazer sopa prática e simples

A sopa é nutritiva, combina com o inverno e ainda é muito versátil e variada. Agora que você já sabe tudo isso, chegou a hora de aprender como fazer sopa com uma receita prática e simples. A minha dica é preparar a Sopa Deliciosa, que você pode usar como base e complementá-la com ingredientes que você adora.

Dicas de receitas de sopas para o inverno

O inverno pede um cardápio de sopas saborosas; e sabendo disso, preparei mais dicas de receitas variadas para você se deliciar na estação mais fria do ano. Confira!

Sopa deliciosa de frango: Essa delícia fica pronta em apenas 25 minutos e rende 5 porções. E uma dica: você pode prepará-la com o peito de frango ou então filés de coxa ou sobrecoxa, o que preferir.
Sopa de Milho: Uma receita clássica que, claro, não poderia ficar de fora da lista. Essa sopa fica pronta em rapidíssimos 10 minutos - perfeita para quando bate aquela fome sem aviso! - e rende 6 porções.



Caldo Verde com Vono®: Fala a verdade, você estava só esperando uma receita de caldo verde, né? Sem problemas, essa aqui é feita com o delicioso VONO® Batata com Carne, couve picada e paio defumado. Se preferir, você pode substituir o paio por linguiça calabresa defumada.



Sopa de Feijão: Favorita de boa parte dos brasileiros, a sopa de feijão é um dica deliciosa para se esquentar no inverno saboreando uma sopa. Essa receita é um pouquinho mais demorada, mas o sabor das 6 porções compensa - e muito!



Sopa de Capeletti: O que acontece quando você une cappelletti de frango, Caldo SAZÓN® Galinha, cebola, cenoura e salsão picado em uma sopa? O resultado é essa receita irresistível que fica pronta em 40 minutos e rende 5 porções.



Agora você já sabe como aproveitar sopas para o inverno ser cheio de sabor. Pode vir, friozinho!

Sugestões para você:
Como Fazer Creme de Milho
Como Fazer Pão Caseiro Fácil
Receitas de Inverno para Espantar o Frio



 

Ler post

Como fazer feijoada: Tradicional, Light e Vegetariana

Como fazer feijoada: Tradicional, Light e Vegetariana

03 de Junho de 2016

Quem está por trás disso:

Ana Beatriz Pose

Ana Beatriz Pose

Categoria:

Nutrição no dia-a-dia

0 comentários Comentar

A feijoada é a queridinha dos brasileiros e ninguém quer abrir mão desse prato delicioso, nem mesmo quem é vegetariano ou entra em uma dieta para perder peso. Para ajudar todo mundo que quer aprender como fazer feijoada, separei três jeitos diferentes de preparar o prato: tradicional, light e vegetariano! Além disso, confira algumas dicas e macetes na hora de cozinhar essa delícia.

Dicas para fazer feijoada

Antes de conferir essas receitas deliciosas e versáteis, que tal algumas dicas e truques para você acertar a mão sem dificuldade na hora de fazer a sua feijoada? Confira abaixo:

Ao utilizar a panela de pressão, é importante nunca preencher mais do que dois terços dela.
Ao escolher o feijão da feijoada, opte por aqueles grãos que estejam com a casca bem brilhante e não murcha.
Na hora de demolhar as carnes (eu explico esse processo melhor logo mais), uma dica interessante é colocá-la na geladeira, pois isso faz com que a carne dessalgue mais rápido.
Se você estiver sem tempo para deixar o feijão de molho, aumente o tempo de cozimento dos grãos na panela de pressão.

Saiba como preparar a Feijoada Tradicional

A feijoada tradicional é aquela que todo mundo já conhece e tem vários tipos de carnes que a deixam muito mais saborosa! Venha comigo para saber como preparar essa receita:

Ingredientes para feijoada tradicional:

2 xícaras (chá) de feijão preto cru escorrido.
1 colher (sopa) de óleo.
2 dentes de alho amassados.
1 cebola média picada.
100 g de paio cortado em rodelas finas.
Meia xícara (chá) de bacon cortado em cubinhos.
200 g de carne-seca demolhada¹, aferventada² e picada em cubos.
200 g de costelinha defumada, também demolhada¹, aferventada² e picada em cubos.
1 sachê de Caldo SAZÓN® Costela.
Meia colher (chá) de SABOR A MI® Toque de Louro.
6 e meia xícaras (chá) de água (1,3 L).

¹ Demolhar a carne-seca ou a costelinha defumada, serve para remover os excessos de sal e amaciar a carne. Para isso, deixe-as de molho de 1 a 2 dias, trocando a água a cada 3 horas. 
² Coloque a carne e a costelinha em uma panela e cubra com água. Ferva por alguns minutos e descarte a água. Pronto, a carne foi aferventada!

Como preparar feijoada tradicional:

1. No dia anterior, deixe o feijão cru de molho por aproximadamente 12h - isso irá reduzir o tempo de cozimento.
2. Em uma panela de pressão, coloque o óleo e leve ao fogo alto para aquecer. Junte o alho e a cebola, e refogue por 2 minutos, ou até a cebola murchar.
3. Acrescente o paio, o bacon, a carne-seca e a costelinha e frite por 5 minutos, ou até dourarem levemente.
4. Adicione o feijão, o Caldo SAZÓN®, o SABOR A MI® e a água, e deixe cozinhar, em fogo baixo, por 20 minutos, após o início da fervura.
5. Retire do fogo, espere a pressão ceder e abra a panela.
6. Deixe a panela semitampada e leve-a novamente ao fogo baixo por 15 minutos ou até o caldo encorpar.
7. Retire do fogo e sirva em seguida - de preferência com arroz branco e couve refogada!

Aprenda como fazer Feijoada Light

Quem disse que a feijoada só pode ser “pesada” e muito calórica? Que nada! Para te ajudar a manter o foco na dieta, mas sem abrir mão de receitas saborosas, confira como fazer feijoada light. A dica é utilizar carnes com menos gordura e também muito saborosas!

Ingredientes para feijoada light:

3 xícaras (chá) de feijão preto cru, lavado e escorrido (500 g).
3 litros de água.
400 g de coxão mole cortado em cubos.
400 g de lombo suíno limpo em cubos.
2 gomos de paio defumado cortado em rodelas.
2 colheres (sopa) de azeite de oliva.
2 colheres (chá) de RECEITA DE CASA™ com Pimenta.
3 sachês de Tempero SAZÓN® Marrom.

Como preparar feijoada light:

1. Um dia antes de preparar a receita, coloque o feijão de molho por cerca de 12h.
2. Na hora do preparo da feijoada, escorra o feijão, transfira para uma panela (de preferência de pressão) e acrescente 1,5 L de água.
3. Tampe a panela e deixe cozinhar em fogo médio, por 20 minutos, após o início da fervura.
4. Desligue o fogo e separe 1 xícara (chá) dos grãos. Amasse-os com uma colher ou bata no liquidificador. Reserve.
5. Em outra panela de pressão, coloque a água restante, o coxão mole, o lombo e o paio, e cozinhe em fogo médio por 20 minutos após abrir fervura, ou até que as carnes estejam macias.
6. Em uma panela bem grande, misture o azeite, o RECEITA DE CASA™ e os grãos de feijão batidos. Acrescente em seguida as carnes (com caldo do cozimento), o feijão cozido e o Tempero SAZÓN®. Misture tudo e deixe cozinhar por 40 minutos, mexendo de vez em quando.
7. Quando o caldo encorpar, desligue o fogo e sirva em seguida com couve e arroz integral.

Aprenda a preparar Feijoada Vegetariana

Por diversos motivos, a dieta vegetariana tem se tornado bastante popular. Mas, parar de comer carne não significa abrir mão da deliciosa feijoada! Confira abaixo como preparar essa receita de uma forma deliciosa e sem ingredientes de origem animal:

Ingredientes para feijoada vegetariana:

2 xícaras (chá) de feijão preto cru (340 g).
1,5 litro de água.
1 folha de louro.
1 e meia colher (sopa) de sal.
2 colheres (chá) de AJI-NO-MOTO®.
Meia xícara (chá) de óleo.
1 cebola média picada.
2 dentes de alho picados.
2 tomates médios picados (400 g).
1 xícara (chá) de talos e folhas de beterraba picados (80 g).
1 xícara (chá) de talos e folhas de cenoura picados (60 g).
1 beterraba pequena cortada em cubos.
1 cenoura pequena em rodelas ao meio.
2 mandioquinhas médias picadas.
1 vidro de champignons em conserva cortados ao meio (100 g).
1 xícara (chá) de cheiro-verde picadinho.

Como preparar feijoada vegetariana:

1. Antes de preparar a feijoada, deixe os grãos de feijão de molho em água de um dia para o outro.
2. Quando for preparar a receita, escorra os grãos e descarte a água em que estavam de molho.
3. Coloque-o em uma panela de pressão, junte a água, o louro, meia colher (sopa) de sal e 1 colher (chá) do AJI-NO-MOTO®. Deixe cozinhar em fogo médio por cerca de 15 minutos. Após início da fervura ou até que o feijão esteja macio. Reserve.
4. Em outra panela, aqueça o óleo em fogo alto. Junte a cebola, o alho e o tomate e refogue por 5 minutos.
5. Acrescente os talos, as folhas, a beterraba, a cenoura, a mandioquinha, o champignon, o sal e o AJI-NO-MOTO® restantes. Cubra com 1 xícara (chá) de água fervente e deixe cozinhar em fogo médio por cerca de 10 minutos com a tampa semiaberta.
6. Por fim, adicione o feijão cozido reservado e o cheiro-verde e cozinhe em fogo médio, com a panela semitampada, por 20 minutos, ou até encorpar o caldo.
7. Retire do fogo e sirva em seguida acompanhado de arroz integral e couve refogada.

Viu só como é possível - e fácil! - fazer feijoada de vários jeitinhos diferentes? Agora você já pode preparar essa delícia em variadas formas, para agradar todos os estilos de vida!

Sugestões para Você:
Como fazer Arroz Carreteiro
Aprenda como fazer Creme de Milho
Como fazer Pão Caseiro Fácil

Ler post

Como fazer arroz carreteiro

Como fazer arroz carreteiro

13 de Maio de 2016

Quem está por trás disso:

Mariana Canela

Mariana Canela

Categoria:

Nutrição no dia-a-dia

0 comentários Comentar


Uma das receitas mais tradicionais do Sul do país - juntamente com o churrasco -, o arroz de carreteiro ganhou o Brasil inteiro com o seu sabor delicioso e preparo prático e fácil. Quer saber como fazer arroz de carreteiro tradicional de um jeitinho saboroso e sem muito trabalho? Então, confira as dicas que eu preparei!

Como surgiu o arroz de carreteiro

Antes de passar o segredo de como fazer arroz de carreteiro, uma curiosidade sobre a origem do prato e de seu nome: na época em que grande parte do comércio no Rio Grande do Sul era feita pelos tropeiros e carreteiros que cruzavam o Estado, a alimentação desses viajantes era de basicamente arroz, carne-seca, cebola, alho e sal.

Por isso, a solução para uma refeição saborosa, nutritiva e fácil de preparar foi colocar todos esses ingredientes juntos - e assim nasceu o arroz de carreteiro! Essa mistura é o que diferencia esse prato do arroz comum de todos os dias.

Como fazer arroz de carreteiro tradicional

As receitas de carreteiro são muitas; você pode preparar usando aquela carne que sobrou do churrasco, carne de charque, outros tipos de carne, como linguiça, e também diversos temperos. Mas a versão tradicional desse prato leva, basicamente, os mesmos ingredientes que eram usados lá no tempo dos tropeiros e carreteiros.

Confira abaixo como fazer arroz de carreteiro tradicional de um jeito simples e saboroso!

Ingredientes:

300 g de carne-seca (aqui é preciso deixar a carne demolhar, ficar de molho em água na geladeira, de um dia para o outro e trocando a água de 3 a 4 vezes)
1 xícara (chá) de arroz cru, lavado e escorrido
1 colher (sopa) de óleo
1 cebola picada
500 mL de água quente
1 colher (sopa) de salsa picada
Caldo SAZÓN® Carne.

Observação: esses ingredientes são aqueles usados no arroz de carreteiro clássico e servem quatro porções.

Modo de preparo:

Despreze a água em que a carne-seca ficou de molho e disponha-a em uma panela de pressão
Cubra a carne com água e deixe cozinhar por 15 minutinhos após a água começar a ferver ou até que a carne fique macia
Corte a carne em cubos e reserve
Em uma panela média, aqueça o óleo em fogo alto e refogue a cebola até ela começar a dourar
Acrescente a carne-seca e frite até que ela fique envolvida pela cebola
Adicione o arroz e o Caldo SAZÓN® e refogue por mais 2 minutos
Agora, regue com água e deixe cozinhar em fogo médio, com a panela semitampada, por 15 minutinhos
Tire a panela do fogo, tampe-a completamente e deixe descansar por 5 minutos
Agora é só adicionar a salsa, misturar tudo e pronto, é só servir!

Dicas de receita de arroz de carreteiro

Preparou essa receita deliciosa de arroz de carreteiro tradicional e agora quer ainda mais ideias para incrementar o prato? Sem problemas, aqui você encontra! Confira abaixo dicas de duas receitas que deixam essa típica receita gaúcha ainda mais deliciosa.


      carreteiro de charque pronto para comer  carreteiro de linguiça servido na mesa

Carreteiro de Charque - Uma das variações mais clássicas e adoradas do arroz de carreteiro. Feita com carne de charque, essa receita é perfeita para quem quer se aprofundar na culinária do Sul do país. A dica é cortar a carne de charque em pedaços pequenos, porque assim o prato fica com uma aparência ainda melhor. Bonito e saboroso!

Carreteiro de Linguiça - Quem quer experimentar ainda mais variações do carreteiro pode apostar nessa receita de Carreteiro de Linguiça. Combinando os sabores da linguiça calabresa fresca, do arroz e da salsa picada (entre outros ingredientes), você tem um prato muito saboroso e ainda prático de fazer - ele fica pronto em cerca de meia hora!

Agora que você já sabe como fazer arroz de carreteiro, é só esperar o próximo almoço de família no domingo e surpreender a todos com esse prato que, além de ser cheio de sabor, também é rico em sua história!

Ler post

Aprenda como fazer creme de milho

Aprenda como fazer creme de milho

29 de Abril de 2016

Quem está por trás disso:

Ana Beatriz Pose

Ana Beatriz Pose

Categoria:

Nutrição no dia-a-dia

0 comentários Comentar
O creme de milho é um prato super simples de preparar. Com um gostinho levemente adocicado, é perfeito para acompanhar carnes, principalmente de frango, além de também incrementar sopas e caldos. Confira algumas dicas que vão te ajudar a fazer um creme de milho delicioso.
 
Receita coringa para aprender como fazer creme de milho
 
Uma receita de creme de milho simples é uma verdadeira carta coringa para incrementar seus pratos!
 
Para preparar a receita, você precisa de:
 
1 lata de milho verde já escorrido
3 xícaras (de chá) de leite 
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
2  colheres (chá) de sal
2 colheres (sopa) de margarina sem sal
1 cebola picada
1 dente de alho amassado
1 sachê de Tempero SAZÓN® Amarelo
 
Alguns desses ingredientes podem variar de acordo com sua preferência. Por exemplo:
 
       Algumas receitas pedem para usar creme de leite. Nesse caso, a quantidade de leite também costuma ser menor. Por isso, você pode optar tanto por usar creme de leite + pouco leite, ou usar uma quantidade maior de leite 
 
      O uso do queijo parmesão ralado é opcional e também pode ser substituído por requeijão. 
Se preferir não usar farinha, é só dobrar a quantidade de milho para engrossar.
 
 
Modo de preparo:
 
1. Comece batendo o milho. No copo do liquidificador, coloque 5 colheres (sopa) de milho, o leite, o queijo ralado, a farinha de trigo, o Tempero SAZÓN® e o sal, e bata até obter uma mistura homogênea.
 
2. Em uma panela, coloque a margarina e leve ao fogo alto para derreter. Junte a cebola e o alho, e refogue por 2 minutos, ou até a cebola murchar. Acrescente o milho restante e a mistura do liquidificador, aos poucos, e cozinhe em fogo baixo, por 5 minutos, mexendo sempre, até obter um creme encorpado.
 
3. Retire do fogo e sirva em seguida.
 
3 receitas com creme de milho que você precisa provar
 
Agora que você já tem uma receita coringa de creme de milho fácil e rápido, essas são nossas sugestões de acompanhamento. 
 
1 - Cubos de frango: Essa receita é perfeita para qualquer ocasião. Além de ser uma delícia, o creme de milho com cubos de frango é muito fácil e rápido de preparar - só 25 minutos!
 
 
 
2 - Filé de frango à milanesa: Frango à milanesa já é uma delícia, melhor ainda com creme de milho para acompanhar! A receita de filé de frango com creme de milho é simples e leva só 20 minutos (+ 10 minutos assando no forno). 
 
 
 
3 - Frango crocante: Ideal para quem tem cuidado com o sódio na alimentação, o frango crocante com creme de milho com sódio reduzido é um pouquinho mais elaborado, mas ainda assim é rápido: 25 minutinhos de preparo.
 
 
 
 
Ler post

Como fazer pão caseiro fácil

Como fazer pão caseiro fácil

22 de Abril de 2016

Quem está por trás disso:

Mariana Canela

Mariana Canela

Categoria:

Nutrição no dia-a-dia

0 comentários Comentar
Se eu te pedisse para citar uma receita saborosa que lembre infância, família e carinho, provavelmente a sua resposta seria “pão caseiro”! Afinal, quem não ama esse comfort food, né? 
 
Quer aprender a fazer um pão tão gostoso quanto o da sua avó ou mãe? Confira essas dicas de como fazer pão caseiro fácil e saboroso!
 
Fazendo a massa do pão
 
No geral, toda massa de pão precisa de alguns ingredientes básicos, como farinha, algum líquido (que pode ser água ou leite), fermento e açúcar (até mesmo nos pães salgados, mas eu explico melhor mais adiante). Mas algumas receitas podem contar com mais ingredientes.
 
As proporções dos ingredientes, em uma receita básica, para uma forma de bolo inglês (26 x 10 x 7 cm) é:
 
2 ovos
meia xícara (chá) de óleo
1 xícara (chá) de leite morno (200 mL)
2 xícaras (chá) de farinha de trigo (240 g)
1 tablete de fermento biológico (15 g)
1 colher (chá) de açúcar
 
Agora é a hora de misturar os ingredientes: coloque os ovos, o óleo e o leite em um recipiente, e sove tudo enquanto adiciona a farinha de trigo aos poucos, até obter uma mistura homogênea. Algumas receitas contam com o uso do liquidificador - como essa aqui
 
Depois, é preciso adicionar o açúcar e o fermento. Dicas de como sovar a massa você confere no próximo tópico!
 
Dicas para preparar o pão caseiro
 
1 - Tenha atenção com os ingredientes e as suas medidas
A qualidade do pão está relacinonada à qualidade dos seus ingredientes. Por isso, escolha com critério a farinha. Sobre o fermento: sempre leia as instruções do rótulo antes de usar.
 
E muito cuidado com as medidas: uma xícara de chá tem que ser uma xícara de chá, e o mesmo vale para as colheres de sopa ou de chá. 
 
2 - Não se esqueça do açúcar 
Um dos principais motivos para o pão ficar murchinho é a falta do açúcar! O fermento, que faz o pão crescer, tem a sua ação “ativada” pelo açúcar. É por isso que esse ingrediente é usado até mesmo nos pães salgados.
 
3 - O ponto de sova 
O indicado é sovar a massa do pão até que ela fique bem elástica e lisa, durante 10 a 15 minutinhos. Para testar se ela está no ponto certo, aperte a massa com o dedo e observe: se ela começar a voltar ao formato anterior, está no ponto!
 
4 - Atenção até depois de pronto 
Após o pão terminar de assar, é preciso deixar que ele esfrie por um tempinho. Mas não deixe ele esfriar dentro do forno quente, porque isso acaba ressecando e endurecendo o pão.
 
5 - Quando usado, o sal deve vir por último
Essa dica é bastante importante. Lembra do efeito que o açúcar tem no fermento, ajudando a massa a crescer? O sal faz o contrário, ele controla e reduz a ação do fermento. Por isso, adicione o sal por último na composição da massa.
 
6 - Untar ou não untar a fôrma?
Geralmente, untar ou polvilhar a fôrma é necessário. Mas vale conferir o que está indicado na receita!
Como untar: na fôrma, limpa e seca, passe manteiga ou margarina (pode ser com os dedos ou com o pincel). Todos os cantinhos da fôrma precisam estar cobertos. Caso a receita indique o uso da fôrma untada com farinha, basta polvilhar um pouco de farinha por toda a superfície da mesma.
 
7 - Tempo de preparo 
O tempo de preparo varia de receita para receita. Mas você pode observar estes sinais que indicam que o pão já está assado: a casca do pão deve ter uma cor castanho-dourada e, quando você enfia um palito no pão, ele sai limpinho, sem massa grudada nele.
 
Receitinhas de pão caseiro para preparar
Seguindo essas dicas, o seu pão caseiro vai ficar delicioso. Essas são algumas sugestões de receitas para você variar sempre que quiser:
 
1 - Pão de fôrma - Uma receita fácil, simples e clássica!  
2 - Pãezinhos suínos - Essa receita é perfeita para quem tem crianças em casa!
3 - Pão de batata com salsicha - Uma receita ideal para quem quer inovar. E se você não estiver assim com tanta vontade de um pão recheado, também pode fazê-la sem a salsicha do recheio.
4 - Pão de calabresa - Vai receber visitas e quer impressionar? Pode apostar nessa receita deliciosa que rende 15 porções!
Ler post

Buscar receitas...

  • AJI-NO-MOTO®

    AJI-NO-MOTO®

    AJI-SAL®

    AJI-SAL®

    AJI-SAL® CHURRASCO

    AJI-SAL® CHURRASCO

    AJI-SAL® Pimenta

    AJI-SAL® Pimenta

    AZEITE TERRANO

    AZEITE TERRANO

    Caldo SAZÓN®

    Caldo SAZÓN®

    FIT™

    FIT™

    HONDASHI®

    HONDASHI®

    MID SUGAR®

    MID SUGAR®

    MID®

    MID®

    MID® Vira Shake

    MID® Vira Shake

    RECEITA DE CASA™

    RECEITA DE CASA™

    SABOR A MI®

    SABOR A MI®

    Satis!® Almôndegas

    Satis!® Almôndegas

    Satis!® Gratinados

    Satis!® Gratinados

    Satis!® Milanesa

    Satis!® Milanesa

    Satis!® Molho Shoyu

    Satis!® Molho Shoyu

    Satis!® Pratos Incríveis

    Satis!® Pratos Incríveis

    Tempero SAZÓN®

    Tempero SAZÓN®

    VONO®

    VONO®

    VONO® Chef

    VONO® Chef

    VONO® Turma da Mônica

    VONO® Turma da Mônica
Produtos
  • Aves

    Aves

    Carnes

    Carnes

    Pescados

    Pescados

    Arroz

    Arroz

    Bebidas

    Bebidas

    Doces

    Doces

    Verduras e legumes

    Verduras e legumes

    Leite e Derivados

    Leite e Derivados

    Ovos

    Ovos

    Tortas

    Tortas

    Vegetais

    Vegetais

    Massas

    Massas

    Pães

    Pães

    Saladas

    Saladas

    Farinhas

    Farinhas

    Molhos

    Molhos

    Sanduíches

    Sanduíches

    Sopas

    Sopas
Categorias
  • Acompanhamento

    Acompanhamento

    Aperitivo

    Aperitivo

    Bebida

    Bebida

    Entrada

    Entrada

    Lanche

    Lanche

    Prato Principal

    Prato Principal

    Prato Único

    Prato Único

    Sobremesa

    Sobremesa

    Entrada/Aperitivo

    Entrada/Aperitivo
Tipos